Conheça as 6 principais aplicações na nuvem para a empresa

6 minutos para ler

As aplicações na nuvem nada mais são do que softwares acessíveis de forma remota por dispositivos autorizados, seja de forma prévia, seja via login e senha. Essas aplicações são gerenciadas em servidores remotos e não na máquina do usuário, o que faz com que suas atualizações e seus controles de segurança possam ser feitos de forma contínua, unificada e em segundo plano.

Cada vez mais, as empresa migram os seus sistemas de gestão e demais aplicações para a nuvem, adotando ferramentas que são mais acessíveis e viabilizando de forma fluida o home office. Além disso, são mais seguras e escaláveis, e oferecem um melhor custo-benefício — por não demandar da empresa a compra e manutenção de servidores internos.

Considerando isso, neste post, vamos apresentar as principais modalidades de aplicações na nuvem. Continue a leitura e confira!

1. Comunicação e suporte

O consumidor 4.0 é autônomo e gosta de se comunicar diretamente com as empresas, expondo suas demandas, dúvidas e solicitações de suporte. Nesse cenário, o suporte e relacionamento com o cliente se tornam estratégicos para uma boa gestão, independentemente do porte e segmento da corporação.

Os apps de comunicação em nuvem estão ganhando cada vez mais espaço, graças a sua escalabilidade e acessibilidade. É possível desenvolver chatbots que contribuem para a redução de filas, além de permitir a gestão das mídias sociais.

Além disso, com a centralização de dados, pode-se criar métricas e indicadores para avaliar a qualidade dos atendimento e as demandas dos clientes em relação ao atendimento e ao suporte.

O suporte remoto de TI, por exemplo — em que é possível fazer o monitoramento e a execução de ações pontuais a distância —, é cada vez mais comum nas empresas e só é possível graças a utilização de apps ambientados na nuvem.

2. Ferramentas de análise de dados

Os apps de analytics estão ganhando um espaço cada vez maior, na medida em que os dados se tornam ativos muito valiosos dentro das empresas.

Esses apps apresentam dashboards que viabilizam as operações, integram dados de múltiplas fontes e permitem inúmeras análises para as mais diversas estratégias de negócios.

Em suma, podemos definir os benefícios das ferramentas de análise de dados em nuvem como:

  • maior conhecimento dos clientes — segmentação e personalização de ações, com base nos dados armazenados provenientes de múltiplas fontes;
  • maior controle sobre a operação — identificação dos gargalos produtivos, para que haja a correção antes que causem grandes impactos;
  • melhora da tomada de decisão — aumento da inteligência de negócios, com base em insights obtidos por meio de informações (e não com base apenas em intuições);
  • promoção da inovação — visão mais ampla dos negócios possibilitada pelo acesso a métricas e indicadores, permitindo um maior leque de opções para a inovação.

3. Gestão de workflow

Para entendermos o que é um app de gestão de workflow, precisamos definir esse conceito. Basicamente, workflow é uma palavra da língua inglesa que está relacionada ao fluxo de demandas — ou a carga de trabalho que uma organização enfrenta em seu dia a dia.  

Atualmente, a maioria das empresas estão utilizando softwares de gestão de workflow baseados em nuvem. São companhias de tecnologia, universidades, hospitais, indústrias, prestadores de serviço e outros setores que controlam o fluxo de tarefas, dando mais autonomia para os colaboradores participarem de reuniões ao vivo a distância, compartilharem arquivos e documentos, e muito mais.

4. Ferramentas de cybersegurança

Com o volume enorme de dados que a empresa produz e capta de fontes externas, a busca por boas ferramentas de segurança para proteger essas informações só tende a crescer. A computação em nuvem também tem sido aplicada nesse cenário, com ferramentas que trazem tecnologias de ponta para a segurança digital. 

Por serem ambientes escaláveis, essas ferramentas podem receber algoritmos robustos de inteligência artificial, machine learning, criptografia de ponta etc. A junção dessas tecnologias pode facilitar a identificação de ameaças de forma automática, com ações preventivas que podem ser adotadas sem a interferência de humanos. 

As ferramentas de cybersegurança integradas com sistemas de gestão e armazenamento são ideais para empresas que lidam com dados sensíveis e financeiros, que precisam de margem de erro mínima. 

5. Ferramentas de videoconferência

Apesar de não serem novidades no mundo corporativo, as ferramentas em nuvem de videoconferência ganharam bastante notoriedade a partir do início da pandemia e da necessidade de isolamento social. 

Com as empresas colocando seus colaboradores em home office, a alternativa para tentar manter uma rotina de trabalho integrada foi o uso de apps de videoconferência, que passaram a ter um tráfego nunca antes visto e ganharam notoriedade mundial.

Ferramentas como o Zoom, pouco conhecidas do público em geral, passaram a ser utilizadas por trabalhadores e estudantes de forma massiva. Outras já mais consolidadas, como o Skype, reapareceram com força no mercado. 

Mesmo após a retomada das atividades econômicas, muitas empresas optaram por deixar alguns de seus colaboradores trabalhando de forma remota, e as plataforma de videoconferência em nuvem mostraram que vieram para ficar e que estão cada vez com mais importância estratégica dentro das corporações.

6. Suítes de aplicações de escritório

As suítes de aplicativos de escritório e para trabalho remoto integrado também ganharam muita popularidade durante a pandemia O Google Workspace, que é uma evolução do G-Suite, por exemplo, além das tradicionais ferramentas de escritório, traz inúmeros apps para otimizar o dia a dia das empresas, como ferramenta de armazenamento, de videoconferência e de análise de dados, entre outras.

Não podemos esquecer da Microsoft, que integra o seu tradicional Pacote Office com o novo Microsoft Teams, que permite o trabalho integrado a distância com a mesma qualidade que os colaboradores teriam ao estarem no mesmo ambiente. 

São ferramentas tradicionais, como Word, Excel, e Power Point, dividindo espaço com soluções novas, que viabilizam a criação de empresas 100% digitais com a possibilidade de elaboração de grandes projetos.

Neste post, apresentamos algumas das mais requisitadas aplicações na nuvem para empresas. São opções que podem otimizar consideravelmente a sua produtividade e os seus resultados.

Para isso, é importante caprichar na escolha do fornecedor, para que a solução seja ideal para as suas demandas. Avalie funcionalidades, segurança, suporte e disponibilidade do serviço.

Gostou do post? Sua empresa utiliza alguma das modalidades de apps em nuvem que apresentamos neste post? Conte-nos nos comentários.

Posts relacionados

2 comentários em “Conheça as 6 principais aplicações na nuvem para a empresa

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.