Conheça os 3 principais ataques virtuais e como se proteger deles

3 minutos para ler

Com as empresas imersas na transformação digital e dependentes dos ativos de TI para manter a produtividade, a preocupação com segurança digital se tornou uma das prioridades.

Os ataques virtuais estão cada vez mais diversificados e saber como eles são, e as suas características, é o primeiro para criar um plano preventivo. Para ajudar nessa missão, neste post, apresentamos 3 dos principais ataques virtuais perpetrados nos últimos anos. Confira!

1. Ransomware

O ataque ransomware consiste no sequestro dos dados, em que o criminoso exige um resgate para liberar o acesso — geralmente pedindo o valor em criptomoeda para evitar rastreamento.

Esses ataques são implementados quando o usuário clica em um anúncio malicioso, baixa um software infectado ou clica em links suspeitos em e-mail. Quando instalado, o arquivo começa a trabalhar, dando acesso aos dados ao criminoso virtual que bloqueia o acesso. Esse bloqueio pode ser feito a partir de três padrões:

  • lockscreen — quando o criminoso bloqueia a tela do usuário, sem utilizar criptografia, impedindo o acesso ao sistema operacional;
  • scareware — que é um anúncio que aparece na tela do computador alertando que o sistema está infectado e que é necessário um pagamento para consertá-lo;
  • criptografia — esse é sem dúvida o modelo mais severo, pois os dados se tornam indecifráveis e somente o criminoso tem a chave para desbloqueá-los.

2. Phishing

Outro ataque comum no meio corporativo é o phishing, que consiste no roubo de dados a partir de páginas que simulam sites, mensagens e e-mails confiáveis. É muito utilizado para o roubo de dados bancários, pois os criminosos clonam páginas de bancos e mandam e-mails para os clientes, que acreditam estar lidando com uma mensagem real. 

Para se proteger desse tipo de ataque, nunca clique em links ou preencha formulários antes de se certificar que, de fato, está lidando com um informativo oficial. Mesmo na correria do dia a dia vale apenas “perder” alguns minutos confirmando se a página ou e-mail pertence de fato à organização que supostamente estaria mandando. 

3. Ataque DDoS

Os ataques de negação de serviço, DDoS, consiste na sobrecarga de um servidor tornando o acesso ao seu conteúdo instável ou impossível Isso acontece porque os servidores são configurados para receber um determinado número de acesso, ou tráfego, na linguagem técnica. Quando esse número máximo é superado, o serviço começa a enfrentar instabilidade chegando a ficar inoperante.

O ataque é feito com o hacker dominando vários computadores mundo afora e tornando-os zumbis, que obedecem às ordens do computador principal. Esse computador principal manda essa horda de zumbis acessarem ao mesmo tempo o servidor alvo, com múltiplas requisições, para estourar o limite de acessos. Desse modo, o site ou aplicação web hospedado sai do ar e a empresa pode perder visitantes, vendas ou prazos devido a esse problema.

Como vimos, os ataques virtuais são executados de múltiplas maneiras com os mais variados objetivos. Nesse cenário, o investimento em segurança digital se torna primordial para a empresa que quer operar com risco reduzido. Contar com um bom suporte de TI e um bom antivírus corporativo, obtidos com bons fornecedores e parceiros especializados é fundamental para as empresas que não contam com uma equipe interna de TI.

Gostou do post? Quer saber como manter os dados de sua empresa seguros dos ataques virtuais? Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo.

Posts relacionados

Um comentário em “Conheça os 3 principais ataques virtuais e como se proteger deles

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.